Rede de espionagem informática

hackingUma rede de espionagem informática conseguiu infiltrar-se em computadores de governos, embaixadas, organizações de defesa de direitos humanos e meios de comunicação de 103 países, incluindo de Portugal.



Segundo um relatório da Universidade de Toronto, a maior dos 1295 computadores que foram alvo desta acção de espionagem pertence a países ou missões diplomáticas do sudeste asiático, contudo, esta rede infiltrou-se também na rede informática do governo português.

Os computadores da agência noticiosa norte-americana Associated Press em Londres e Hong Kong, os computadores do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Irão e da embaixada da China nos EUA e de uma operadora telefónica venezuelana também foram afectados.

Este relatório não atribuiu a origem desta espionagem a fonte definitiva, tendo apenas confirmado que estiveram envolvidos três servidores de controlo instalados em províncias chinesas e um outro na Califórnia.

O jornal New York Times adiantou que um dos possíveis rastos do envolvimento oficial da China nesta rede de espionagem é a chamada telefónica recebida por um diplomata ainda não identificado.

Esta investigação levada a cabo pela Universidade de Toronto surgiu na sequência de uma petição do gabinete do Dalai Lama para que peritos analisassem a rede de computadores de um tinham sido retirados virtualmente documentos e de onde controlados de forma remota microfones e câmaras.

fonte: site da TSF

0 comentários:

 


Realidade Oculta -