Phantom Ray

A Boeing está produzindo uma máquina voadora invisível ao radar e não tripulada por homens.
O projecto é chamado de Phantom Ray (Raio Fantasma).
A demonstração do Phantom Ray está agendada para dezembro de 2010.

A nave irá ser testada por seis meses em missões teste de reconhecimento.
O projecto está sendo patrocinado pela Darpa (Defense Advanced Research Projects Agency), que contribuiu com 942 milhões de dólares.


O Phantom Ray será capaz de fazer bombardeios, missões de reconhecimento e reabastecimento no ar.
Fonte : Link




Na minha opinião isto não é nada de mais, é uma imitaçãozinha do já existente B2 ( que também usa tecnologia stealth, invisibilidade ao radar), ou então o F117...

10 comentários:

PRODUCTIONS disse...

Vai ser fantasma, até cair a primeira chuvinha... porque nos anos 90 na guerra da Bósnia, houve um caça furtivo americano que foi caçado pelos radares e abatido! Tudo porque estava a chover!
Pode ser que este leve o manto da invisibilidade do Harry Potter!!!
;-)))

1 Abraço.

Anónimo disse...

e viva a crise lol

gastaram milhões no F-35 (que é na minha opiniao um raptor melhor...o raptor acho que é o f-22).

E agora este...realmente a 3ª Guerra está quase a bater à porta só pode. (espero que não).

Tambem a Russia tem um novo caça.

Enfim...

Lusitano disse...

-> http://tuxvermelho.blogspot.com/2009/05/descubra-as-semelhancas-entre-os.html

Anónimo disse...

-> http://www.infowars.com/

Contém notícias interessantes.

Anónimo disse...

desculpa Sílvio.. pequena correcção... não é f17 como escreveste na legenda em baixo.. é F 117!!! nome completo: F-117 Nighthawk ;)

R.O disse...

Olá Paulo, talvez eles já tenham corrigido a instabilidade com a chuva, era o f117 que tinha a superfície feita com um material que não reflecte ondas dos radares, mas tornava-se instável com a chuva..
........

olá anonimo, obrigado pela correcção :-)
pensei que era f17 pois ao pesquisar imagens no google images surgiu na mesma o avião com "f17", mas em "f117" também aparece, e até apareceu uma bela mulher, será uma piloto? eheh :-)
http://images.google.pt/images?gbv=2&hl=pt-PT&sa=1&q=f117&btnG=Procurar+imagens&aq=f&oq=

Alien David Sousa disse...

Mais um fantasma para usar sabe-se lá aonde e quando.
Beijinhos silvio

Karl disse...

Amigo Sílvio:

Estas «asas voadoras» de perfil furtivo (stealth) não são, nem nunca foram de concepção recente, nem sequer americana. Derivam directamente dos caças e bombardeiros a reacção dos irmãos Horten, na Alemanha nazi. O B2, por exemplo, é uma cópia «ampliada» do Horten Ho-229, dos finais de 1944. Só que, ao contrário do original alemão, que voava muitíssimo bem, o B2 é altamente instável, e precisa de imensa aviónica para se manter no ar.

Os americanos pegaram nestes protótipos alemães e começaram a copiá-los e a ampliá-los. Primeiro a Northrop, com os MX-324 e depois com os grandes XB-35 e YB-49, antes de serem mandados parar por «incompatibilidades» várias. E agora com o F-117 e o B2.

De qualquer modo, nenhuma destas engenhocas chega aos calcanhares do velho SR-71 que, para além de ter uma fraca assinatura de radar (mas não de infra-vermelhos), tinha uma velocidade máxima que rondava o Mach 4... Isto na primeira metade da década de 1960...

Mas claro, esta cambada quer é desperdiçar o dinheiro dos contribuintes e encher os bolsos dos amigos. Prova disso são os helicópteros de combate, os alvos mais fáceis de abater numa guerra, mesmo que só se disponha de uma reles AK-47. O ponto fraco é sempre o enorme rotor. O fiasco da Somália é exemplo disso, assim como as perdas impressionantes de helis Bell no Vietnam. Mas insistem. Quantos mais são abatidos, maior o lucro dos fabricantes, que vendem substitutos...

Cumprimentos

R.O disse...

olá Karl .-)
tem logica..
até porque, muitos cientistas nazis foram capturados pelos americanos e forçados a revelar segredos ou a trabalhar para eles..

olha quanto ao B2, sei que uma vez os talibãn abateram um no afeganistao...
o avião é invisível ao radar, mas não é invisível aos detectores de calor :-))
os taliban tinham aparelhos detectores de calor, ou visão térmica, algo assim, que detectam o calor emitido pelos motores do avião,..
depois eles lançam um míssil caça-calor que detecta o calor emitido pelo avião e o abate...


os caça f16 por exemplo, têm a opção de lançar foguetes que emitem muito calor, para "despistar" esses mísseis....

Anónimo disse...

pessoal... n houve engenharia reversa no meio disso tudo?? afinal de contas foram os greys e os reptilianos k nos ensinaram tudo...

 


Realidade Oculta -