S.N.S vai ter que escolher quem trata

Serviço Nacional de saúde vai ter que escolher quem trata ou não.
LINK AQUI.

Isto está lindo.
Andamos a descontar $ todos os meses para a segurança social e irs, para quê?
Quando formos velhos não temos nem reforma, nem serviço de saúde.

ENTÃO acho que também temos o direito de escolher se descntamos dinheiro ou não, mensalmente, para a segurança social.!!!
QUERO DEIXAR DE DESCONTAR.
não dou dinheiro a chulos, nem dou dinheiro a um serviço precário que nunca utilizo.


Depois esses parasitas argumentam :
A população portuguesa está a envelhecer.
Há mais idosos a receber pensões e cuidados médicos, do que jovens a trabalhar.
etc.
argumentos furados.

Isso resolvia-se com 2 simples passos:
1-APOIAR A NATALIDADE com subsídios.
2- DAR MAIS EMPREGOS AOS JOVENS e oportunidades.
E pronto, passávamos a ter mais jovens a gerar riqueza para o pib, e teríamos mais nascimentos no País.
mas o País só apoia operações de mudança de sexo a transexuais, e apoia abortos $$$.
Mas não os vejo apoiar casais inférteis ou jovens casais que pretendem ter filhos.

3 comentários:

nuno cabrita disse...

sem duvida silvio a sociedade esta toda ao contrario!no tempo da margaret thatcher considerou que o serviço publico era imprescindivel e que deviam garantir toda e qualquer assistencia medica a titulo gratuito.alias a inglaterra tem um serviço publico de excelencia tendencialmente gratuito.e remuneram muito bem os medicos.aqui é so lobbies a sobreporem-se à gratuidade do sistema,num país muito mais pequeno RU.
quanto à natalidade so o algarve apresenta níveis de demograficos aceitaveis dadas a indiossencresias da região.no resto do país a demografia é fraca e ha muitos factores para tal.desde logo aponto por aqui em lisboa uma indiferença para quem quer ter filhos por parte da mulher,querem a carreira profissional preenchida e pouca disponibilidade para filhos.dinheiro não implica ter filhos mas viver bem sem preocupaçoes.é sociedade de consumo.......

Anónimo disse...

mas que sociedade mais podre. tou mesmo a ver... no futuro estarão espanhóis e brasileiros a lutarem pelo território que um dia se chamou Portugal... enfim.... que tristeza.

Gugazzx disse...

O problema não é descontar, o problema é como o dinheiro é gerido ..

Penso que é na Suécia (penso eu, não tenho certeza) que eles descontam 80% dos seus ordenados, mas têm TUDO pago (carro, casa, livros da escola, incentivos à natalidade, serviço de saude ÓPTIMO, entre MUITA coisa) ..

Agora ter de escolher os que trata ou não é VERGONHOSO ! ..

 


Realidade Oculta -