PIDE encerra «Sopa dos pobres» em Faro

A PIDE (ops! desculpem o lapso, eu queria dizer ASAE)..
A ASAE encerrou a "Sopa dos pobres" da Santa Casa da Misericórdia de Faro.
A notícia foi publicada no «Correio da Manhã» de 15/09/2009 ,página 21.
Tenho o jornal em mãos.

E já não é a primeira vez que a ASAE encerra instituições ou proibe grupos de dar comida a pobres..
Assim com a desculpa de uma lei parva qualquer, vão deixando os pobres morrer à fome.

6 comentários:

Tecido Humano disse...

quando vivi em lisboa vi sem abrigos a ir aos caixotes do lixo buscar comida, no porto já presenciei a mesma coisa em frente ao pingo doce... realmente a PIDE, perdão, ASAE foi fdp, os sem abrigos (diga-se em bom portugues) estão-se a cagar para que se a comida tem baratas ou não, desde que tenham alimento... e porque não fexam as cantinas do exercito? todos nós sabemos que as cozinhas do exercito são um nojo e que os tachos são lavados com agua quente (quando não é de agua fria) e saco de batatas, isto para não falar da qualidade de comida...

Viva portugal! (cof cof)

Anónimo disse...

esta quase a chegar o natal pah! metem crianças fins de semana inteiros a pedir comida para o banco alimentar, que por sua vez "encaminha" o que é bom para voltar a vender, e melhor, as campanhas vão ser muitas, sempre com aquela emoção do espirito "opus" natalicio! ...a asae é o reflexo da nova liberdade que este povo sempre quis. depois fazem festas como o avante, que já nem credivel é! eles brincam com a saúde, comida e educação. as fragilidades do povo. controle social em máxima forçA.

R.O disse...

É verdade Tecido Humano.
Não inspeccionam cantinas dos quartéis militares porque são do ESTADO e não podem lá ir fazer confusão, porque são todos do ESTADO.

Eu já estive em 2 quartéis diferentes , a recruta em BEJA no RI3 e depois fui para Estremoz para o RC3, e em ambos a cozinha metia nojo, era batatas com manchas pretas, era cenouras murchas, era peixe congelado já com meses de prazo expirado, havia inclusive ratos na cozinha!

O café do pequeno almoço era feito com pó de café diluído em água quente, numas panelas grandes, e até haviam formigas a flutuar nesse café! O pão era duro, a padaria ia levar-lhes pão duro do dia anterior, á borla.


Raramente os quartéis gastam dinheiro em comida, talvez comprem peixe e carne a preços reduzidos, porque o restante (legumes, verduras, batatas, cenouras, pão) é tudo coisas que os restaurantes e padarias levam á borla, legumes murchos, batatas com manchas, pão seco, tudo coisas sem qualidade.
E as cozinhas metem nojo, eu sei disso porque colegas me diziam e porque ainda fui uma semana parar à cozinha,
E até vi o cozinheiro meter um pó na sopa, e eu perguntei que era aquilo, e ele respondeu “são vitaminas”.

E os sargentos obrigavam-nos a comer sopa, na semana de campo, treinos ao ar livre no mato, todos tinham que comer sopa . Alguns diziam não querer, então os sargentos berravam para eles “comem a sopa já!! Têm que comer sopa porque é liquida e ajuda a não desidratarem durante os treinos!!»

( era o argumento deles).

R.O disse...

alguns hipermercados foram proibidos de "fechar os olhos" quando os pobres iam buscar alimentos aos baldes do lixo, e a lei obriga-os a deitar lixívia nos contentores para evitar que os mendigos vão lá buscar comida.

vi a reportagem quando passou na tvi

x1co disse...

Completa estupidez

Asae? Eu acho bem haver, mas chegar a este ponto tb não..
O que é demais enjoa..

The Truth disse...

ASAE é a PIDE dos tempos modernos... disso nunca tive dúvidas!!!

 


Realidade Oculta -