Ps com maioria

Li em alguns jornais que , de acordo com sondagens, o Ps ( de Sócrates) está a ganhar com 38% face aos outros.

Será que as ovelhas vão votar no sócrates novamente?
Se o PS ganhar, fico mesmo desiludido com o povo Português, parece que o povo tem o governo que merece. Se depois formos uma sociedade controlada, manipulada, roubada pelos chulos dos políticos, é bem-feito.
Cada povo colhe as consequências dos seus actos.
Infelizmente ainda há quem acredite nas baboseiras e falsas prometas dos políticos, que andam feitos doidos a berrar uns com os outros a fingir que são melhores que os outros e que se preocupam com os problemas do povo..
Ainda há ovelhas que acreditam...

9 comentários:

Cruxe disse...

Se ganhar o Sócrates, eu não acredito que seja porque o povo gosta dele, mas sim para evitar que a Ferreira Leite vá para o poder.
Entre um e outro, venha o diabo e escolha.
E depois vês na comunicação social que não há escolha. As sondagens só contemplam 6 partidos: PS, PSD, CDU, BE, PP, Indecisos.

Prova Final disse...

Bem,.. em relação a politica, sinceramente é completamente igual ganhar um ou outro... nem sequer me vou dar ao trabalho de votar...

Mas eu acho que vai ser a "outra senhora" :), que vai ganhar, até porque ela participou este ano na reunião dos Bilderberger..

E, o que é que acontece quando se participa numa reunião dessas ?

R: ou se vai para 1º ministro ou para presidente da união europeia...

;)

Deluchi disse...

boas
discordo completamente consigo sr silvio, se o eng. socrates nao ganhar ai é que devemos ficar preocupados.
Nao que eu morra de amores pelo socrates mas entre todos os candidatos pareceme o mais consistente, nao podemos esquecer que dr ferreira leite em 2010 tem 70 anos ja nao tem discernimento suficiente para governar, louçâ tem boas ideias mas a maior parte sao extermistas o resto portas e jeronimo, o primeiro para min nao tem qualquer tipo de credibilidade e o segundo segue uma linha de politicas á muito extinta na europa.

Migas disse...

A NOVA LÍNGUA PORTUGUESA·

Desde que os americanos se lembraram de começar a chamar aos pretos 'afro-americanos', com vista a acabar com as raças por via gramatical, isto tem sido um fartote pegado!

As criadas dos anos 70 passaram a 'empregadas domésticas' e preparam-se agora para receber a menção de 'auxiliares de apoio doméstico' .

De igual modo, extinguiram-se nas escolas os 'contínuos' que passaram todos a 'auxiliares da acção educativa'.

Os vendedores de medicamentos, com alguma prosápia, tratam-se por 'delegados de informação médica'.

E pelo mesmo processo transmudaram-se os caixeiros-viajantes em 'técnicos de vendas'.

O aborto eufemizou-se em 'interrupção voluntária da gravidez';

Os gangs étnicos são 'grupos de jovens'

Os operários fizeram-se de repente 'colaboradores';

As fábricas, essas, vistas de dentro são 'unidades produtivas' e vistas da estranja são 'centros de decisão nacionais'.

O analfabetismo desapareceu da crosta portuguesa, cedendo o passo à 'iliteracia' galopante.

Desapareceram dos comboios as 1.ª e 2.ª classes, para não ferir a susceptibilidade social das massas hierarquizadas, mas por imperscrutáveis necessidades de tesouraria continuam a cobrar-se preços distintos nas classes 'Conforto' e 'Turística'.

A Ágata, rainha do pimba, cantava chorosa: «Sou mãe solteira...» ; agora, se quiser acompanhar os novos tempos, deve alterar a letra da pungente melodia: «Tenho uma família monoparental...» - eis o novo verso da cançoneta, se quiser fazer jus à modernidade impante.

Aquietadas pela televisão, já se não vêem por aí aos pinotes crianças irrequietas e «terroristas»; diz-se modernamente que têm um 'comportamento disfuncional hiperactivo'

Do mesmo modo, e para felicidade dos 'encarregados de educação', os brilhantes programas escolares extinguiram os alunos cábulas; tais estudantes serão, quando muito, 'crianças de desenvolvimento instável'.


Ainda há cegos, infelizmente. Mas como a palavra fosse considerada desagradável e até aviltante, quem não vê é considerado 'invisual'. (O termo é gramaticalmente impróprio, como impróprio seria chamar inauditivos aos surdos - mas o 'politicamente correcto' marimba-se para as regras gramaticais...)


Para compor o ramalhete e se darem ares, as gentes cultas da praça desbocam-se em 'implementações', 'posturas pró-activas', 'políticas fracturantes' e outros barbarismos da linguagem.

E assim linguajamos o Português, vagueando perdidos entre a «correcção política» e o novo-riquismo linguístico.

Estamos lixados com este 'novo português'; não admira que o pessoal tenha cada vez mais esgotamentos e stress. Já não se diz o que se pensa, tem de se pensar o que se diz de forma 'politicamente correcta'.

Tiago disse...

OMG!!!!

Como as pessoas podem ser tão burras?

fodas-se! votar nele outra vez depois das merdas que faz? por favor, usem a cabeça povo português.

Uma coisa engraçada que vi foi quando o Sócrates veio a chaves, e a mãe de um amigo meu comprimentou o Sócrates com beijos na cara....

merecia era 2 murros lol.

Anónimo disse...

os outros não apresentam medidas lucidas... a direita quer dar mais dinheiro aos ricos e enterrar ainda mais os pobres, a esquerda acredita que o dinheiro cresce nas arvores e deve ser tudo de graça... quando estamos numa crise mundial, pelo que dizem claro. Mal por mal? PS ainda vai fazendo umas coisas, nem sempre também as mais acertadas mas pronto. Lembram-se quando o psd saiu do governo? supostamente o deficie era de 5% e qq coisa mas afinal era de 7% e picos, lembram-se como o durão/santana deixou de rastos a economia? pois claro que não as pessoas só se lembram do aqui e agora, ora o aqui e agora é que infelizmente os impostos tiveram de ser aumentados e certos beneficios cortados para poder equilibrar as contas... ovelhas? muitas, principalmente com falta de memoria :)
Abraços

Anónimo disse...

Para mim è pura desinformação, eles querem "orientar" as mentes dos portugueses indecisos.

André.

Silverboy disse...

O PS com uma maioria relativa, só com uma coligação conseguirá governar, contudo sempre condicionado. Sinceramente não dou mais de dois anos para o governo que sair destas eleições vá por água abaixo.
Esquerda e Direita são actualmente meros chavões, PS PSD e CDS jogam no mesmo tabuleiro. CDU e BE, comunistas e trotskistas, com propostas que depressa levariam Portugal à ruina. O BE é o partido do contra, mas que deixem as nacionalizações de parte que a história económica já demonstrou que isso nunca proporcionou maior desenvolvimento económico e mais emprego e o sr. Louçã como professor catedrático deveria saber muito bem isso.
Os comunistas que no avante acolhem os terroristas das FARC não merecem sequer comentários.

Os partidos pequenos são na minha opinião aqueles que realmente querem fazer algo por Portugal, contudo a comunicação social controlada, trata de forma desigual os partidos do sistema e os restantes.

Mário Nunes disse...

Eu cá não vou em cantigas...

Não me esqueço o que passei com este governo socialista e espero ajustar contas breve, a 27.09.2009, nas urnas...

Felizmente, as sondagens não votam...

Espero que os professores, os enfermeiros, os funcionários públicos, os privados, os militares, os polícias, os reformados, os pequenos e médios empresários, e todos aqueles que trabalham neste país possam mostrar aos maçons do Partido Socialista, qual é o lugar deles...


Chegou-me aos ouvidos que o PS nas suas arruadas fazia deslocar familiares dos candidatos, militantes de bem longe, rendimentos mínimos e quem não trabalha para a sua campanha, porque a horas de expediente, muito boa gente não podia correr atrás dos líderes partidários.


O povo será soberano, espero que desta divida bem os ovos e haja uma surpresa.


As sondagens não votam...

As sondagens condicionam...

As sondagens mentem!

As sondagens enganam!

Domingo faremos a diferença...

Não te deixes condicionar pelas imagens da TV...

José Sócrates para o olho da rua.


http://kafekultura.blogspot.com

 


Realidade Oculta -