Portugal à beira da falência ?

Começa a cheirar a esturro...
LINK

E quando eles querem dinheiro, onde vão buscar?
Aos nossos Bolsos.
Impostos poderão subir.

banca rota Portugal

Vejam o meu post sobre " Protocolos de Sião "

Meus amigos, deixo aqui um pensamento, que criei agora: «Portugal é como um barco, os políticos são ratos que estão a abrir buracos para o Barco afundar »

Este governo de Políticos corruptos ( e há provas disso ) está a destruir o País, os políticos são como um cancro que está a matar um organismo vivo, eles são inimigos da Pátria, estão a levar o País à bancarota.. Estão a desrespeitar o povo e a Bandeira Nacional !


3 comentários:

Paulo Mota disse...

O que aconteceria se o país ficasse mesmo na merd#$?

Teríamos de sair do país?
Ou de fazer uma revolução?

Mas desta vez, espero que seja à força!
Sem rosas, ou cravos!

Nós queremos continuar nesta merd"# até aos cabelos? Parece....

The Truth disse...

OFFTOPIC: http://www.youtube.com/user/FarhanK501 (vê os vídeos do canal deste tipo Sílvio! está muito bom! mostra como os artistas de música, MTV, etc, estão feitos com os Illuminati, vê também os vídeos do Michael Jackson, ele foi morto por eles!)

Anónimo disse...

Como Povo de mareantes que fomos, temos bem presentes certas figuras relacionadas com a Época aurea dos Descobrimentos, entre elas, o Adamastor, os Velhos do Restelo e as Ratazanas de navio.
Quero falar sobre este animal. Sabemos que tinha (e tem) muitas manhas : aproveitava para entrar nas embarcações quando estas estavam ancoradas, engordando com as provisões que os marinheiros acumulavam para as longas e difíceis travessias que os esperavam. Mas não se limitava a ser mestre na arte da parasitagem e do engodo, como deixava excrementos e urina por toda a parte, era um perigoso agente de doenças infecciosas, que acabavam por dizimar grande parte dos homens do mar. Mas, se era astuto o suficiente para viver (e bem) à custa dos outros, sempre que pressentia perigo de naufrágio na embarcação, eram os primeiros a abandonar o barco, acabando a flutuar agarrados aos seus destroços, indo muitas vezes parar a outros lugares, onde continuavam com a sua senda de destruição e morte.

O CAVALEIRO DO ASFALTO.

 


Realidade Oculta -