O que dizem de Portugal

Estive a ler alguns sites de economia estrangeiros, os gajos andam a dizer que Portugal vai ser o Próximo a “cair”, e que irá precisar de mais um empréstimo, cerca de 130 biliões de euros, os estúpidos também se referem a 4 Países europeus como “PIGS” iniciais dos Países: Portugal, Ireland, Greece , Spain ( os 4 países em risco de falir, a Irlanda e Grécia já foram), é óbvio que aquela alcunha “pigs” é mal-intencionada, PIGS significa “Porcos” no plural.

Se eles não quisessem ser mal intencionados, teriam colocado as iniciais por uma ordem diferente, exemplo: GISP ( greece, Ireland, Spain, Portugal), mas os nojentos gostaram mesmo de dizer: «PIGS» chamando-nos de porcos.

Eles podem rir à vontade, pois os EUA também vão falir! Isso é certinho.

Depois vamos ver quem são os Pigs !

Também lançam a teoria que o euro irá descer para os 1,15 dólares.
( Ok eles têm muita mania, mas se o euro desvalorizar face ao dólar, significa que o dólar estará prestes a falir, não?)

( clique para ampliar )

5 comentários:

MLG disse...

infelizmente sou obrigado à admitir que isso não é coincidência

Talvez os banqueiros judeus vendos a população não-judaica como porcos?

Não sei. Mas certamente eles não estão com boas intenções.

Qualquer coisa vinda deles, espere sempre pelo pior

MLG disse...

Telefônica de Portugal ameaça censurar o Google, e inventa uma desculpa

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=468583

Se vão censurar até o Google, imagina o que vão fazer com os outros.....

Anónimo disse...

Boas Sílvio,

Abordei as políticas económicas de Portugal e da Europa em vários trabalhos que efectuei no ano transacto.
O termo "PIGS", é propositado e demonstra a importância que a Alemanha a França e Inglaterra dão aos restantes países e também a independência dos mesmos para apelidarem Portugal, Espanha, Grécia e Irlanda de PIGS.
Quanto à desvalorização do euro face ao dolar, não é bom para o Euro, mas também não o é para o dólar, porque a desvalorização ocorre não porque o dólar seja mais procurado e se revele uma moeda mais competitiva, mas porque a zona euro enfrenta graves problemas económicos, o que acaba por ser mau, para todos, porque países com economias fortes sem uma moeda forte, é mau, a menos que sejam países com grande volume de exportações, o que não sucede com os países da zona euro.
Abraço,

Silverboy

R.O disse...

Olá Silverboy,

ja li num site que, o valor da moeda desvaloriza quando eles imprimem mais notas.
Se os EUA imprimirem milhões de dólares extra para "pagar a dívida", isso faz excesso de dólares a circular, e desvaloriza a moeda. nao é?


........


MLG
isso da "telefonica2 é em Espnha, e ali falam em Barcelona, nao é? Não seria em Portugal.
Acho errado eles falarem do google como fornecedor de conteúdos.
O Google é um motor de busca e só revela links de sites, não fornece conteúdos proprios. Além disso sem o google, os monglóides da telefonica nem encontravam nada na net, o yahoo e o "bing" da Microsoft indexam poucos sites. O google continua a ser o mais eficaz e revela 90% dos sites indexados na web.

o único conteúdo que o google fornece é o "blogspot" e o "youtube", de resto, ele é apenas um motor-de-busca.
Sem motores de busca, não conseguiríamos encontrar nada na internet!!!
A "Telefonica2 idiota ainda vai acabar por ser processada pela Google ,é o que é...

Anónimo disse...

Sim, as notas são mero papel, é só uma representação da moeda, quanto mais notas há em circulação menos valor a moeda tem. Repara por exemplo na moeda chinesa ou nas africanas, em que há notas enormes de enorme valor e que ao fim ao cabo, não valem praticamente nada (exemplo: Zimbabué).
Desvalorização de moeda para um continente com grande volume de importações não é saudável para a economia.
Contudo Portugal está em recessão, e só não está pelas ruas da amargura porque ainda vivemos da esmola do exterior.
Somos um país sobretudo de sector terciário, com uma fraca industria pesada, dependente do estrangeiro nos bens essenciais para o bom funcionamento de uma sociedade.
Se o volume das exportações não subir em Portugal, não auguro nada de bom para este país.
Os dados são negros e as políticas económicas péssimas, o Estado procura o aumento de receita e não a diminuição real de despesa, logo não corta na dívida, apenas tende a alimentar a receita do Estado.
O corte dos salários dos trabalhadores é o caminho mais fácil, mas na função pública isso é facilmente ultrapassado com ajudas de custo/subsidios/ etc...(sei disto porque numa das grandes empresas públicas portuguesas é exactamente isso que os trabalhadores fazem, acabam por levar para casa o mesmo dinheiro).
Abraço,

Silverboy

 


Realidade Oculta -